Republique – Lista de funcionários do Senado que estão processando o Congresso em Foco

Abaixo segue a lista dos 43 servidores do Senado que ganharam acima do teto em Agosto de 2009 – e que, por orientação do Sindilegis, estão processando o site Congresso em Foco por tornar público esses dados, em 43 ações públicas idênticas, somando um pedido de mais de R$1 milhão em indenizações.

Se você também acredita que a transparência das questões públicas é importante, mostre isso pro Judiciário (que vai julgar as ações em 2012). Apoie a decisão do Congresso em Foco, e republique a lista no seu site.

Processo Dia e hora da audiência Nome Salário acima do teto
2011.01.1.200509-0 27/01/2012 15:00 Mônica Bentim Rosa 25.561,71
2011.01.1.200610-9 27/01/2012 15:30 Wellington Pereira de Oliveira 25.218,42
2011.01.1.200636-7 30/01/2012 13:30 Glaucia Maria de Borba Benevides Gadelha 24.819,65
2011.01.1.200647-0 30/01/2012 14:00 Carlos Roberto Vieira da Silva 25.153,05
2011.01.1.200666-4 30/01/2012 14:30 Silvério Francisco de Oliveira Rosenthal 25.673,39
2011.01.1.200683-2 30/01/2012 15:00 Otávio de Morais Lisboa 26.742,04
2011.01.1.200686-5 30/01/2012 15:30 Leopoldo Peres Torelly 26.806,28
2011.01.1.200714-4 31/01/2012 13:30 Sandra Claudia Costa Bastos 24.841,02
2011.01.1.200742-5 31/01/2012 14:00 Margarett Rose Nunes Leite Cabral 25.825,04
2011.01.1.200746-6 31/01/2012 14:30 Edward Cattete Pinheiro Filho 26.128,74
2011.01.1.200749-9 31/01/2012 15:00 Antônio José Brochado da Costa 28.447,42
2011.01.1.200753-8 31/01/2012 15:30 Adriana Henning Paranaguá 24.859,62
2011.01.1.200760-0 31/01/2012 16:00 Carlos Roberto Marcelino 26.578,26
2011.01.1.200776-3 01/02/2012 13:30 Antônio Augusto Araújo Dá Cunha 27.556,13
2011.01.1.200762-6 01/02/2012 13:30 Pedro Ricardo Araújo Carvalho 24.969,74
2011.01.1.200765-9 01/02/2012 14:00 Deraldo Ruas Guimarães 25.624,70
2011.01.1.200781-9 01/02/2012 14:30 José Oswaldo Fermozelli Câmara 26.516,00
2011.01.1.200784-3 01/02/2012 15:00 Maria Liz de Medeiros Roarelli 24.994,37
2011.01.1.200788-4 01/02/2012 15:30 Simone Medeiros de Oliveira Ribeiro 25.652,15
2011.01.1.200789-2 01/02/2012 16:00 Adolfo de Mello Júnior 25.653,50
2011.01.1.202621-5 06/02/2012 13:30 Maurício Silva 26.791,99
2011.01.1.202699-6 06/02/2012 14:00 Sérgio Luiz Gomes da Silva 25.657,02
2011.01.1.202714-6 06/02/2012 14:30 Patrícia Araújo da Cunha 27.446,83
2011.01.1.202720-0 06/02/2012 15:00 Janete Maia dos Santos 24.884,49
2011.01.1.202724-2 06/02/2012 15:30 Fátima Abrahão Kohlrausch 25.352,76
2011.01.1.202728-3 06/02/2012 16:00 Paulo Sérgio Paiva Futuro 25.268,22
2011.01.1.202622-3 06/02/2012 16:30 Celso Dias dos Santos 24.718,84
2011.01.1.202731-4 07/02/2012 13:30 Almiro da Cunha Leite Júnior 25.412,21
2011.01.1.202744-3 07/02/2012 14:00 José Roberto Fernandes Anselmo 26.237,01
2011.01.1.202738-8 07/02/2012 14:30 Sérgio Murilo Souza Rosa 25.374,85
2011.01.1.202749-2 07/02/2012 15:00 Gilson Amaral da Silva 25.547,58
2011.01.1.202750-7 07/02/2012 15:30 Olavo de Souza Ribeiro Filho 25.923,61
2011.01.1.202759-7 07/02/2012 16:00 Edinaldo Marques de Oliveira 28.111,35
2011.01.1.202760-3 07/02/2012 16:30 Sandra Maria de Moura Barbosa 25.063,82
2011.01.1.202761-0 08/02/2012 13:30 Solange Sotelo Pinheiro Calmon 26.396,51
2011.01.1.202766-9 08/02/2012 14:00 Cleomenes Pereira dos Santos 25.177,03
2011.01.1.202769-3 08/02/2012 14:30 Benedito Vakson Ribeiro 26.835,47
2011.01.1.202772-4 08/02/2012 15:00 Luciano de Souza Gomes 27.159,77
2011.01.1.202781-2 08/02/2012 15:30 Alex Pereira de Andrade 25.352,76
2011.01.1.202784-5 08/02/2012 16:00 Francisco Guilherme Thees Ribeiro 24.506,62
2011.01.1.203306-4 08/02/2012 16:30 Marisa Santana 28.578,72
2011.01.1.203308-9 09/02/2012 13:30 Eder Rodrigues da Silva 24.695,91
2011.01.1.203312-8 09/02/2012 14:00 Paulo Fernando dos Santos Moniz 28.333,12
Publicado em miscelânia | Deixe um comentário

E por falar em desconstruir a sagrada família…

Não quis dizer literalmente. Juro.

Publicado em miscelânia | Deixe um comentário

Desconstrução da sagrada família

Sagrada Família, Gaudi, em Barcelona

NÃO HÁ NADA PIOR do que duas pessoas que não se amam ter e criar filhos juntas. “A família é a base de tudo” – é  muito comum ouvir isso hoje em dia. Deve haver um sem-número de livros de auto-ajuda baseados nessa premissa.

É besteira.

Nem todo pai é exemplo de homem inspirador. Nem toda mãe é amável. Você sabe disso, é óbvio. Mas me refiro também aos casos em que é esse o caso.

Ora, dizer que algo vem em primeiro lugar pressupõe que exista um segundo lugar. Um terceiro. Um último. Pressupõe prioridade. Se a família vier em primeiro lugar, isso quer dizer que “o resto” deve ficar em segundo plano, terceiro, último. Significa que sua mãe, seu irmão, seu filho é mais importante que seu vizinho. Que seu chefe. Que todas as outras pessoas presas no trânsito com você.

Não vá me dizer que isso é natural.

Você há de concordar, jovem padawan, que o natural, assim como o mais fácil, não é sempre é o melhor caminho. Você quer ser um macaquinho? Você quer ser um macaquinho, zero-dois? Eu não.


Retiro o que disse. You and me baby ain’t nothing but mammals

Pode-se fazer um paralelo com o nacionalismo. Não consigo expressar em palavras o nojo que sinto de nacionalistas, ou de qualquer expressão ufanista, em particular dos norte-americanos. (Favor não confundir com birra comunista.) É preciso um profundo auto-desconhecimento para sentir necessidade de valores de uma nação para construção de uma identidade própria, individual. O nosso pálido ponto azul no meio de uma pequena galáxia de um vasto universo é tudo o que temos. Olhe direito. Não há tracinhos imaginários dividindo países.

Por que um país, uma cultura, um povo deve se sobrepor a outro? Voltamos à questão da prioridade. Só pode concordar com isso quem concorda com a lei da selva, a lei do mais forte.

Vai chegar o dia em que será tão bizarro ver gente miserável – ou morando em favelas, que, atenção, corresponde a um terço da população urbana mundial! – quanto seria hoje não deixar as mulheres votarem ou serem eleitas presidente. Ou ter escravos. E, acredite, acontece.

Você pode dizer que sou um sonhador. Mas não sou o único. Espero que um dia você se junte a nós.

Publicado em miscelânia | 9 Comentários

Projeto Mayhem — Links (2)

Teoria da Conspiração – Conto Zen: O Apego
Autoconhecimento & Liberdade – Conto Zen: A quem pertence
Instituto ECO – Exercícios: Relaxamento, Visualização e Concentração
Mas divago- A Gnose está nas plantas
Artigo 19 – Energia, Ki e Star Wars
Hermetic Rose – O livro de Toth
Labirinto da Mente – Ensaio dos componentes do homem
Zzurto – Acúmulo de si mesmo
Textos para Reflexão – Ras Tafari
Tipografia do Inferno – A Família Buendía

Publicado em miscelânia | Deixe um comentário

Projeto Mayhem — Links

Teoria da Conspiração – O Santo Graal e a Linhagem Sagrada
Autoconhecimento & Liberdade – [Kabbalah] Conquistando a Liberdade
Hermetic Rose – Um guia é um guia
Artigo 19 – Fé cura?
Labirinto da Mente – Ponto Zero
Textos para Reflexão – Príncipe Cinco Armas (Parte III)
Instituto ECO – Feijões ou Problemas
Zzurto – O primeiro rito
Tipografia do Inferno – A máquina. A teia.

Publicado em gnose | Deixe um comentário

A Gnose está nas plantas

Como é que culturas que se dizem iluminadas, democráticas e científicas chegam ao ponto de declarar plantas ilegais?

Nossa sociedade valoriza o estado alerta de consciência, bom para a resolução de problemas, e desvaloriza os demais estados de consciência. Qualquer outro tipo de consciência que não está relacionada com a produção ou consumo de bens materiais é estigmatizada. Aceitamos a embriaguez, o álcool, é claro. Permitimos que as pessoas tenham um breve descanso do sistema materialista.

Nos anos 60 houve um tremendo aumento nas experiências com substâncias psicodélicas. O grande efeito que se seguiu tinha a ver com o medo das pessoas no poder. Se um número suficiente de pessoas tivesse experimentado esses estados alterados de consciência, as estruturas da sociedade haveriam sido derrubadas. E então quem estivesse no poder não estaria mais no poder.

O problema foi talvez a falta de base. Não havia uma tradição, uma sabedoria secular xamânica, como nas tribos ayahuasqueiras da América do Sul.

Publicado em gnose | 12 Comentários

Até onde você desceria para conseguir alcançar e assistir alguém que está mais abaixo: eis a questão

Bodhisattva

Publicado em miscelânia | Deixe um comentário

Vocês não estão entendendo nada — nada!

Talvez haja um grande problema em comum, compartilhado por todo ser humano que ora abunda a face da Terra. A Psicologia já deve ter criado algum termo para isso, que desconheço. Trata-se de ter certezas. De certezas imutáveis.

Vai, amigo. Cavoque aí a cabecinha. Admita: você tem, ao menos, um punhado de ideias, de conceitos, de preconceitos, de, quiçá, conclusões — que julga absolutamente imutáveis. Que julga perfeitas, reais, que acredita piamente se tratarem da Verdadeira Verdade das Verdades Universais, em negrito! (Que termo lindo acabo de cunhar!)

A fé é algo engraçado. O apóstolo negão também

Aqui entram obviamente os religiosos fanáticos de todos as sendas. Não aqueles que entendem o real significado da palavra – “religar”. E também os ateus, é claro, que não percebem agir e pensar igualzinho ao crente mais fervoroso. Newsflash, Dawkins-boy: vocês são lados da mesma moeda. Os famigerados agnósticos não ficam de fora. E não tenho nada contra cada um deles, caríssimo leitor, e nem a favor. Muito pelo contrário.

“Só sei que nada sei” — que ideia deliciosa, essa. E certeira. Serve para nos lembrarmos de que, de facto… o conhecimento é infinito.

Note como não há espaço-tempo para o tédio, jovem padawan. Os míseros 80-por-aí anos de vida que temos não dão conta de entendermos tudo, muito quando arranhar a superfície. Por tudo não quero dizer apenas política, futebol, matemática, medicina, novelas, moda, drogas, sexo tântrico, tecnologia, filosofia, carros, música, lo que sea. Mas também à Gnose — ao Conhecimento com C maiúsculo. Ao olhar para dentro. Rever conceitos. Revirar verdades. (e nem cursei publicidade!) Disse o gênio Zappa:

“Se você teminar com uma vida tediosa, miserável, porque ouviu sua mãe, seu pai, seu professor, seu padre ou algum cara na TV dizendo como você devia fazer suas merdas, então você mereceu.”

Portanto, vos digo apenas que… busquem Conhecimento.

Publicado em gnose | 11 Comentários

Escargot

Quando me perguntam se acredito em paixão à primeira vista, sorrio.

Deveria ter 7 anos de idade. Lembro-me bem do agradável soco no estômago e da espinha gelada quando da primeira vez que a vi, de dentro do carro parado, saindo da porta de sua casa, ao longe. Cabelos castanho claro, lábios carnudos e a primeira vez que meus olhos brilharam.

Era amiga de meu irmão e, como ele, quatro anos mais velha. Não parece muito, mas quando se viveu tão pouco e por tão pouco tempo, a sensação é de uma eternidade. Ela era, para todos os fins, inalcançável.

Talvez fosse apenas a timidez que entenderia mais tarde como fiel companheira. De toda forma, o sentimento não se mostrou efêmero. Fazia força para não me entregar nas vezes em que nos cruzávamos nos corredores da escola, para não expressar meu desejo profundo de vê-la e apenas vê-la para todo o sempre.

Uma das lembranças que tenho, senão a única cuja força venceu os longos anos, foi a feira de ciências. Devo ter perdido algum tempo reunindo coragem para visitar seu estande. Não me lembro das pessoas na sala e tampouco do tema geral, apenas do escargot. Também não me passa de um borrão sua explicação, da diferença entre eles e lesmas e caramujos. Apenas que me oferecia a primeira experiência marcante de uma área quase intocada de minha breve vida, não dos romances consumados, mas gastronômica. Não consegui comer a iguaria. Rimos.

Mariana, era esse seu nome.

Publicado em miscelânia | 3 Comentários

Sonho lúcido (via Fudeus existe)

Iniciando a série de reblogadas, que palavra mais bonita essa, ou admitindo ser de pronto um blogueiro novato e preguiçoso, com a pérola a seguir. Boa viagem.

Sonho lúcido Terence Mckeena, o cara aí em cima, morreu. Lamentável. Um câncer tomou seu cérebro, justamente o cérebro, que era o território desse explorador, verdadeiro Colombo da mente humana. Estou acabando de ler seu livro "Food of the Gods". Como disse meu chapa Arthur "Condorcito" Veríssimo, trata-se de uma bíblia da consciência. Sua visão sobre alucinógenos e evolução, sobre repressão e ignorância, sobre natureza e humanidade… uma tese praticamente i … Read More

via Fudeus existe

Publicado em miscelânia | Deixe um comentário